Grêmio marca 16 gols nos últimos quatro jogos e ‘manda recado’ ao Flamengo

Já são 16 gols nos últimos quatro jogos. Essa é a marca atual do Grêmio às vésperas do duelo com o Flamengo, pela semifinal da Libertadores. Em ascensão no Campeonato Brasileiro, o time gaúcho admite que as goleadas em série injetam ânimo e confiança para o mata-mata. Um recado dado pela bola em campo, mas que fica longe dos discursos. Nos microfones, o tome é de respeito — apesar da satisfação pelo crescimento de desempenho.

Para efeito de comparação, o Fla marcou nove gols nas últimas quatro partidas do Brasileirão. Ainda assim, o time treinado por Jorge Jesus tem o melhor ataque do campeonato (47 bolas na rede).

O poderio ofensivo do Grêmio já chamava atenção nas últimas semanas, mas alcançou outro nível com o placar de 6 a 1 em cima do Avaí, no jogo válido pela 21ª rodada do Brasileirão.

A sequência de quatro vitórias seguidas no Campeonato Brasileiro inclui 4 a 1 em cima do Cruzeiro, 3 a 0 diante do Goiás, 3 a 0 em partida com o Santos e agora a goleada com o Avaí.

“Ambiente com vitória é muito bom, quatro vitórias seguidas dá confiança mesmo. Mas ainda tem o Fluminense, vamos com pés no chão. Depois o Flamengo”, disse o volante Matheus Henrique.

O Grêmio, na temporada, já tem 96 gols marcados. Um número que reforça a ideia de jogo e ganha mais destaque pelas recentes atuações.

“Fazendo gols você fica mais perto de vencer, é isso. O Grêmio e o Flamengo são os dois times que fizeram mais gols na temporada. É a maior prova que jogar para frente te deixa bem mais próximo das vitórias. O mais importante são os gols. É um número bastante elevado para o futebol brasileiro, tanto Grêmio quanto Flamengo”, comentou Renato Gaúcho.

Contra o Fluminense, no domingo, o Grêmio vai com reservas. Os titulares ficarão em Porto Alegre de olho na Libertadores. O recado, em forma de gols, já está dado.

Grêmio e Flamengo se enfrentam na quarta-feira (2), em Porto Alegre. A segunda partida que vale vaga na decisão da Libertadores ocorre em 23 de outubro, no Maracanã.